CÂNCER

Câncer de pele… o perigo que o sol pode provocar

O que é câncer de pele?

O câncer de pele é o mais comum entre os cânceres. Trata-se de um tumor maligno caracterizado pela presença de células que crescem e se multiplicam de forma anormal e descontrolada. O câncer de pele manifesta-se de duas formas: os carcinomas, que são mais freqüentes e menos malignos; e os melanomas, que variam entre 5 e 7% dos casos de câncer de pele e são os tipos que mais crescem no mundo, atingindo principalmente as pessoas de países tropicais, como o Brasil.

Causas

O câncer de pele atinge, principalmente, pessoas de tez muito clara e está relacionado diretamente à exposição prolongada e repetida à radiação ultravioleta do sol. Cerca de 90% das lesões localizam-se nas áreas da pele que ficam expostas ao sol, tais como face, braços, colo e mãos. Manifesta-se por meio de nódulos e feridas que não cicatrizam. Além disso, existem outros fatores de risco:

  • Radiação (raios X)
  • Substâncias químicas (benzeno, arsênico, hidrocarbonetos)
  • Pele, cabelos e olhos claros
  • Tabagismo
  • Fatores genéticos

Pintas na pele podem originar um câncer?

As pintas na pele (de nascimento), também chamadas de nevus, só acarretam perigo quando começam a crescer, mudar de aspecto ou transformar-se em uma ferida que não cicatriza. Pintas e manchas que surgem repentinamente também são suspeitas, sendo que 45% dos melanomas se originam a partir dos nevus.

Como saber se uma pinta pode ser um melanoma?

O diagnóstico do melanoma baseia-se em pintas preexistentes, com sinais de mudança de cor e tamanho. Para avaliar a existência de uma irregularidade na pinta, utiliza-se o método ABCD:

A – assimetria (proporções irregulares).
B – bordas irregulares.
C – cor negra ou mista.
D – diâmetro > 0,6cm.

Fique atento a estes sinais…

Pinta com alterações de cor, textura, aumento de tamanho e irregularidade das bordas.
Aparecimento de verrugas inchadas nas áreas expostas do corpo.
Ferida que se manifesta com coceira, crosta, úlcera, sangramento e dificuldade de cicatrização.

Importante: Pessoas de pele muito clara devem fazer um auto-exame em todas as partes do corpo, em busca de alguma alteração suspeita da pele. Ao identificar uma pinta irregular, é fundamental consultar o médico, para maiores detalhes sobre prevenção.

É muito importante conhecer mais sobre o câncer de pele já que é possível preveni-lo e curá-lo com o diagnóstico precoce.